CALENDÁRIO BOLSA FAMÍLIA 2016, PAGAMENTOS

A partir de janeiro de 2016 começa a valer o calendário Bolsa Família 2016 contendo as informações sobre as datas dos pagamentos para os cartões com final 9, final 8, final 7. 6 , 5, 4, 3, 2, 1 e 0. O Governo Federal criou o Programa Bolsa Família em 2003 para apoiar as famílias mais pobres e garantir o direito delas à saúde, educação e a assistência social. Para isso, transfere renda direto para as famílias, por meio da CAIXA, onde a família beneficiária saca o benefício a que tem direito. A família deve fazer a sua parte, mantendo seus filhos na escola e acompanhando o estado de saúde de todos, principalmente o das crianças e gestantes.

Calendário Bolsa Família 2016 – Datas dos Pagamentos

Veja quem pode participar do programa de benefícios do Bolsa Família 2016:

  • As famílias com renda de até R$ 77,00 por pessoa, por mês;
  • As famílias com renda entre R$ 77,01 a R$ 154,00 por pessoa, por mês, e que tenham crianças e adolescentes com idade entre zero a 16 anos incompletos, gestantes ou nutrizes (mãe que está amamentando);
  • As famílias com renda entre R$ 0,00 a R$ 154,00, por pessoa, por mês, e que tenham adolescentes entre 16 e 17 anos;
  • Famílias que atendem aos critérios do programa e estão inscritas em outros programas federais.
Calendário Bolsa Família 2015
Calendário Bolsa Família 2016

Como funciona

O Bolsa Família 2016 é executado pelos municípios. Cabe à prefeitura realizar o cadastramento das famílias, por meio do Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal. A seleção das famílias, no entanto, é feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

Tipos de Benefício

O programa oferece às famílias quatro tipos de benefícios:

  • Básico

Concedido às famílias em situação de extrema pobreza. O valor desse benefício é de R$ 77,00 mensais, independentemente da composição e do número de membros do grupo familiar.

  • Variável

Destinado a famílias que se encontrem em situação de pobreza ou extrema pobreza e que tenham em sua composição, gestantes, nutrizes (mãe que amamenta), crianças e adolescentes de zero a 16 anos incompletos. O valor mínimo é de R$ 35,00 e cada família pode acumular até cinco benefícios, ou seja, R$ 175,00.

  • Variável para Jovem

Destinado a famílias que se encontrem em situação de pobreza ou extrema pobreza e que tenham em sua composição adolescentes entre 16 e 17 anos. O valor do benefício é de R$ 42,00 e cada família pode acumular até dois benefícios, ou seja, R$ 84,00.

  • Superação da Extrema Pobreza

Destina as famílias que se encontrem em situação de extrema pobreza. Cada família pode ter direito a um benefício. O valor do benefício varia em razão do cálculo realizado a partir da renda per-capita da família e do benefício já recebido no PBF.


  • As famílias em situação de extrema pobreza podem acumular o benefício Básico o Variável e o Variável para Jovem, até o máximo de R$ 336,00 por mês. Como também, podem acumular 1 (um) benefício para Superação da Extrema Pobreza.
  • Se o município tem programas próprios de transferência de renda, pode somar esforços com o Governo Federal para ampliar a base de atendimento de seus programas e, dessa forma, ampliar o valor máximo dos benefícios para as famílias atendidas.

Condições

  • Inclusão da família, pela prefeitura, no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.
  • Seleção pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).
  • No caso de existência de gestantes, o comparecimento às consultas de pré-natal, conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde (MS).
  • Participação em atividades educativas ofertadas pelo MS sobre aleitamento materno e alimentação saudável, no caso de inclusão de nutrizes.(mãe que amamenta).
  • Manter em dia o cartão de vacinação das crianças de 0 a 7 anos.
  • Acompanhamento da saúde de mulheres na faixa de 14 e 44 anos.
  • Garantir frequência mínima de 85% na escola, para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos.
  • Garantir frequência mínima de 75% na escola, para adolescentes de 16 e 17 anos.

Obs: Governo está fazendo Cortes no Bolsa Família de forma silenciosa:

De acordo com artigo publicado pela revista Veja, na última semana, o governo vem realizando cortes, de forma silenciosa, na imensa lista de famílias beneficiárias do programa em todo o Brasil.

Segundo os dados publicados, este é o mais amplo corte sofrido pelo programa desde quando foi criado, há 11 anos. Para ser mais específico, segundo a revista, cerca de 782.313 famílias foram excluídas do mesmo, somente no primeiro semestre deste ao. Como está sem dinheiro, o governo vem realizando uma detalhada avaliação das famílias cadastradas e promovendo os cortes que são necessários, de acordo com critérios que, a partir de agora, passam a ser mais rígidos.

Mais informações sobre a Tabela Bolsa Família 2016

Na CAIXA
SAC CAIXA: 0800 726 0101 – (informações, reclamações, sugestões e elogios) 24 horas por dia, 07 dias por semana, inclusive nos finais de semana e feriados.
Atendimento CAIXA ao Cidadão: 0800 726 0207 – Atendimento de PIS, Abono, Bolsas, Programas Sociais, FGTS, Seguro Desemprego, Cartão Social e Senha do Cartão Social, 24 horas por dia, 07 dias por semana, inclusive nos finais de semana e feriados.
Atendimento CAIXA ao Suporte Tecnológico Externo: 3004 1104 (capitais) e 0800 726 0104 (demais regiões).
Atendimento a pessoas com deficiência auditiva ou de fala: 0800 726 2492 – 24 horas por dia, 07 dias por semana, inclusive nos finais de semana e feriados.
Ouvidoria CAIXA: 0800 725 7474 – De segunda à sexta-feira, no horário de 08 às 18h, exceto feriados nacionais.

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DO BOLSA FAMÍLIA 2016

Calendario-Bolsa-Familia-2016-pagamento

No Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS
Central de Atendimento MDS: 0800 707 2003

Resumo: Confira aqui calendário Bolsa Família 2016 datas de pagamento do benefício, quem tem direito, tabela bolsa família 2016 e pagamento bolsa família 2016.


Comentários