Como funciona a Tecnologia FTTH ( Fiber to Home )

A TIM acaba de lançar no Rio de Janeiro e em São Paulo sua nova rede de banda larga fixa intitulada Live TIM Extreme com a teconologia fiber to home ou FFTH como é mais popularmente conhecida no meio técnico.

tecnologia-ftth-fiber-to-home

Com velocidade de 1 Gbps para download e 500 Mbps para upload, o Live Tim Extreme é 350 vezes mais veloz que a média nacional, que é de 2,7 Mbps, segundo a consultoria Akamai.

O serviço está disponível para clientes residenciais na área de cobertura do Live Tim nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Duque de Caxias. A mensalidade custa R$ 1.499,90 e a instalação, R$ 3 mil.

“O lançamento da Live TIM Extreme é mais uma prova da inovação da TIM, que busca sempre adiantar as tendências e novidades do mercado. Estamos colocando o Brasil na vanguarda da internet mundial. Vamos proporcionar aos clientes uma experiência única e inédita no país de navegação na internet, que traz inúmeras possibilidades de uso agregadas”, explica Rogerio Takayanagi, diretor executivo da TIM Fiber, em comunicado.

Com essa velocidade é possível fazer o download de um filme em HD em apenas sete segundos. A conexão pode ser compartilhada com diversos dispositivos, como notebooks, tablets, smartphones e Tvs. A velocidade de 1 Gbps só é possível por causa da tecnologia Fiber-to-the-home (FTTH), que leva cabos de fibra ótica até a casa do cliente.

Como funciona a Tecnologia FTTH ( Fiber to Home )

Tecnologia FTTH ( Fiber to Home )
Tecnologia FTTH ( Fiber to Home )

FTTH (acrônimo de Fiber-to-the-Home – Fibra para o lar) é uma tecnologia de interligação de residências através de fibra ópticas para o fornecimento de serviços de TV digital, Radio Digital, acesso à Internet e telefonia. A fibra óptica é levada até as residências, em substituição aos cabos de cobre ou cabos coaxiais (utilizados em televisão a cabo). As residências são conectadas a um ponto de presença da operadora de serviços de telecomunicações.

Há dois projetos básicos para FTTH:

1) Rede óptica passiva (PON): é uma rede óptica ponto-multiponto que viabiliza o compartilhamento de uma única fibra óptica entre diversos pontos finais, os usuários. Não existem elementos ativos entre o equipamento do provedor de acesso OLT e o CPE instalado junto ao equipamento de aplicação do usuário. Desta forma, esta solução provê uma clara economia nos custos de operação, manutenção e implementação. Também a solução PON pode ser implementada por uma fração dos custos das redes ópticas ponto-a-ponto tradicionais.

Uma rede PON consiste de equipamentos OLT – Optical Line Terminal localizados nas bordas dos anéis ópticos das redes de transporte SDH, conectados nos equipamentos ADM, de um lado, e pelo outro lado conectados em vários outros equipamentos ONU (Optical Network Units) ou ONT (Optical Network Terminal) localizados em condomínios, gabinetes nas calçadas, sites e residências. Então percebemos que está tecnologia é uma solução de acesso de última milha Last-Mile.

O sinal óptico é transmitido pelo OLT por uma única fibra. A essa fibra são feitas derivações através do uso de divisores ópticos passivos (POS), para conectá-la às ONU's e ONT's. Cada ONU e ONT transmite e recebe um canal óptico independente e disponibiliza para os usuários finais alocação dinâmica de banda entre 1Mbit/s e 1Gbit/s, para as aplicações de voz, dados e vídeo.

2) FTTH dedicado: o cabeamento é ligado diretamente da residência à operadora. A fibra dedicada fornece a maioria de largura de faixa desde que entrega toda a largura de faixa de uma única fibra, assim é a maioria de projeto de rede da futuro-prova. Entretanto, o custo de D-FTTH é considerado ainda pela maioria dos portadores como altamente proibitiva, assim até agora não há nenhuma distribuição de D-FTTH na área residencial.

Fiber-to-the-Home (FTTH) é a tecnologia banda larga para o mercado de massa do futuro. O FTTH possibilitará o transporte simultâneo de uma série de serviços, tais como Internet com acesso muito mais rápido, telefonia e televisão, através de uma única fibra óptica. Com o FTTH, a rede de acesso será baseada na fibra e capaz de prover velocidades a partir de 100Mb/s, chegando a até 40Gb/s. Novas tecnologias DWDM, com alto controle de PMD – Polarization Mode Dispersion permitem atingir essa incrível marca. Isto criará uma rede de acesso com inúmeras possibilidades. Esta tecnologia suportará um modelo aberto completo pelo qual o consumidor terá total liberdade de escolha pelo seu fornecedor de serviço.

Em Virtude das suas características, as Fibras ópticas apresentam várias vantagens sobre os sistemas eléctricos.

  • Dimensões Reduzidas.
  • Capacidade para transportar grandes quantidades de informação (dezenas de milhares de conversações num par de Fibra).
  • Atenuação muito baixa, o que permite grandes espaçamentos entre repetidores, com distância entre repetidores superiores a algumas centenas de quilómetros.
  • Imunidade às interferências electromagnéticas.
  • Matéria-prima muito abundante.
  • Custo Cada vez mais baixo.
  • Material dielétrico.

Vídeo mostrando a nova internet da Live de TIM com 50 Megas de Velocidade:

[videolock url=”//www.youtube.com/watch?v=UkQcSh2Vuu8″ message=”Compartilhe no facebook para liberar este vídeo” width=”640″ height=”360″]

Se você gostou da matéria deixe seu like no botão abaixo e ajude-nos a divulgar o nosso site com dicas e reviews diversos.

Termos: Live TIM Extreme, FTTH, Banda Larga Fixa, Internet 1Gigabit, Tecnologia Fiber to HOME

 


Add a Comment