Super X Cap da Caixa Econômica é Furada ( NÃO CAIXA NESSA!)

Você está procurando informações sobre os títulos de capitalização da Caixa Econômica? Então provavelmente já ouviu falar do Super X CAP Certo? Pois bem, deixa te explicar porque estes títulos bem como todos os outros de outros bancos são uma grande furada.  É comum que pessoas com pouco ou nenhum conhecimento em investimentos sejam levadas – por dicas de conhecidos ou pressão de gerentes de bancos – a colocar seu dinheiro em aplicações que rendem pouco ou não são as mais adequadas ao seu perfil. Algumas delas sequer podem ser consideradas investimentos. É o caso dos títulos de capitalização.  Tiago Reis, fundador da Suno Research, explica que o título de capitalização pode ser adquirido a prazo ou à vista. Com ele, a pessoa tem o direito a concorrer ao sorteio de prêmios fornecidos pelas instituições que oferecem os títulos.

Super X Cap da Caixa é Furada

“Muito popular no Brasil, e geralmente estampado por meio de banners e cartazes, sempre de maneira bem chamativa nas agências bancárias em todas as partes do país, este tipo de produto financeiro utiliza parte dos recursos levantados com as vendas das cotas para formar um capital que será pago num curto passo estabelecido”, explica Reis, em artigo.

O restante dos valores pagos pelos compradores é usado para custear esses sorteios e as demais despesas administrativas do processo. Embora sejam os bancos que comercializem esse tipo de título, quem regulamenta toda a operação é a Susep (Superintendência de Seguros Privados).

A modalidade mais tradicional dos títulos de capitalização tem como objetivo restituir, no fim do prazo de vigência, pelo menos o valor total dos pagamentos efetuados na compra, desde que não haja atrasos nos pagamentos.

Nos títulos mais populares, o maior foco está no sorteio, ou seja, não há necessidade de devolução integral dos valores pagos por quem o adquire. Reis conta que a pessoa geralmente recupera 50% ou mais do valor pago.

“Vale mencionar que, normalmente, o prazo de vigência de um título de capitalização, em qualquer modalidade, dura, em média, um período igual ou superior a 12 meses”, destaca o fundador da Suno. Em alguns casos, o comprador pode ser penalizado em até 10% do valor pago em caso de resgate antecipado.

A cota de capitalização é atualizada mensalmente, em geral, pela TR (Taxa Referencial), que é a mesma taxa utilizada para atualizar a poupança.

Diante disso, Reis é categórico ao afirmar que, “apesar de muito populares no Brasil, o título de capitalização não deve ser encarado como um investimento, mas sim como um sorteio, e, pelo fato de apresentar uma rentabilidade muito baixa – inferior inclusive à da caderneta de poupança – este não é um tipo de negócio recomendado a ser feito na ótica do longo prazo.

Títulos de Capitalização não é Investimento

Loading...
Play Button Play Button

Qual melhor lugar pra investir o seu dinheiro?

Títulos de Capitalização não é Investimento visto, que o dinheiro não rende nada, ele fica lá parado na Caixa Eonômica e você só pode resgatar ao final de 60 meses, diferente dos 12 meses como é prometido pela Caixa, imagine você ficar 60 meses sem ver a cor do seu dinheiro, e o pior de tudo é que no final das contas você quando for resgatar ele não estará corrigido pela inflação e sim pela TR ( Taxa Referencial a mesma da poupança.) É ou não é uma grande furada?  Existem muitos investimentos melhores do que a poupança, eles são opções tão seguras quanto e ainda mais rentáveis.

Vamos aqui te mostrar uma lista com 8 aplicações que ultrapassam a rentabilidade da poupança com facilidade.

Se você tem dúvidas sobre investir em CDB ou poupança, por exemplo, com certeza este artigo irá ajudá-lo.

A poupança, em alguns casos, tem uma rentabilidade ainda inferior à taxa de inflação, o IPCA. Em outras palavras, dependendo de como anda a economia e o IPCA, você pode estar “perdendo dinheiro” ao investir na poupança.

Você pode fazer uma simulação rápida e em poucos minutos descobrir que um dos investimentos mais conhecidos é melhor do que a poupança: o Tesouro Direto.

O Tesouro Direto tem feito muitas pessoas saírem da poupança, já que ele pode ter uma liquidez real melhor do que a poupança por não existir um ‘aniversário de rendimento’.

Veja todos os tipos de investimento melhor do que a poupança com dicas, exemplos e simulações neste artigo completo.

Dessa maneira, nesse artigo você vai:

  • Saber Como Escolher um Investimento Com Melhor Rentabilidade do Que a Poupança
  • Conhecer as 10 Opções de Investimento Melhor que a Poupança Para 2019
  • Simulador: Tesouro Direto, CDB ou Poupança
  • Dúvidas Comuns de Quem Está Saindo da Poupança e Aplicando na Renda Fixa

Investimentos de Verdade que Rendem todo mês:

A poupança é a aplicação mais popular no Brasil. Entretanto, isso não significa que ela seja o melhor investimento para você. Muito pelo contrário.

Se você possui qualquer valor alocado na poupança, você deveria resgatá-lo assim que possível na data de aniversário da poupança (já que essa é a única forma de resgatar seu capital sem perder rendimento).

A maioria das pessoas não consegue economizar dinheiro e aplicar. Então, mesmo assim, você está de parabéns. A sua educação financeira e planejamento pessoal estão bem acima da média brasileira que tem um problema cultural com isso.

No entanto, os seus conhecimentos de opções de investimento podem e deve melhorar. Isso acontece porque existem muitos tipos de investimento que são melhores que a poupança para você analisar.

Você deve considerar alguns fatores essenciais na hora de escolher um investimento melhor que a poupança.

Exatamente como acontece com uma peça de quebra-cabeça, existe um tipo de aplicação que se adapta perfeitamente para cada tipo de plano financeiro e de pessoa. Então, saiba qual é o seu perfil de investidor e quais são os seus objetivos antes de optar por um ativo.

Considere esses fatores na hora de escolher um investimento melhor que a poupança:

  • Data que deseja resgatar o dinheiro (curto, médio ou longo prazo)
  • Quantia que dispõe para investimento
  • Vai fazer aportes mensais?
  • Qual o nível de risco que você consegue suportar?

O risco citado acima é sobre a possibilidade do seu investimento não render em alguns meses como você gostaria, podendo apresentar até uma taxa negativa.

Você pode se perguntar: “por que alguém gostaria de uma aplicação que pode ser negativa em um mês?”. A resposta é simples: porque em muitos outros meses ela pode ser muito superior aos investimentos que garantem um retorno sempre positivo.

Assim, no acumulado de 12 meses ou mais, essas aplicações podem possuir uma performance melhor. Esse é o caso dos fundos multimercados. Eles são para quem já tem uma base garantida em renda fixa e desejam diversificar os seus investimentos.

Continue a leitura e descubra: quais são os melhores investimentos de renda fixa, qual o fundo de investimento mais rentável, CDB ou Tesouro Selic e muito mais!

8 Tipos de Investimentos Melhores que a Poupança

Colocar o seu dinheiro na poupança não vale a pena e você já sabe disso.

rentabilidade de outros investimentos tende a bater a poupança em qualquer cenário que você possa traçar. Então, você não tem nenhum motivo para continuar deixando o seu dinheiro na poupança.

Esses investimentos podem ser de renda fixa (rendimento previsível) ou renda variável (rendimento imprevisível). Também podem ser prefixados (rentabilidade fixada no momento da compra) ou pós-fixados (rentabilidade varia depois da compra).

Confira agora 10 opções de investimento melhor que a poupança para 2019:

#1 CDB

O rendimento do Certificado de Depósito Bancário e a seu grande leque de tipos de CDBs o torna uma ótima alternativa à poupança. O CDB é recomendado tanto para iniciantes por sua simplicidade quanto para investidores mais experientes.

Esse é um ótimo investimento para começar a carteira ou então diversificar a curto, médio ou longo prazo. Um CDB de curto prazo com liquidez diária pode render um pouco menos do que 100% do CDI, por exemplo.

No entanto, de acordo com o prazo do seu investimento, o rendimento do CDB pode chegar a mais de 120% do CDI. Além disso, todos CDBs, LCIs, LCAs e LCs são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito.

#2 Tesouro Direto

O Tesouro Direto é muito semelhante ao CDB. A diferença é que o seu emissor não é um banco, mas sim, o próprio Governo Federal.

Por isso, esse investimento é muito seguro. O valor mínimo para investir também é mais baixo do que outros ativos de renda fixa. A partir de R$ 100,00 você já pode investir no Tesouro.

Veja os tipos de Tesouro Direto logo abaixo:

  • Tesouro Selic (curto prazo, rende a taxa Selic)
  • Tesouro IPCA (médio e longo prazo, rende de acordo com a inflação mais uma taxa)
  • Tesouro Prefixado (tem apenas uma taxa prefixada que não muda)

#3 LCI e LCA

As Letras de Crédito do Agronegócio e Imobiliária são formas de capitalizar segmentos do mercado com dinheiro dos investidores. Esses investimentos possuem um incentivo do Governo, sendo isentos da cobrança de Imposto de Renda.

Isso não significa que eles sejam mais rentáveis, mesmo assim essa categoria pode ser uma ótima escolha. Para saber quando uma LCI ou LCA rende mais que outros investimentos, acesse nossa plataforma de simulação e comparação de ativos.

#4 Letra de Câmbio

A Letra de Câmbio não é isenta do Imposto de Renda, mas possui uma ótima rentabilidade.

Ela é melhor do que a poupança a médio prazo porque possui uma taxa de rendimento muito competitiva.

#5 Fundo de Renda Fixa

Os fundos de investimentos podem ser opções um pouco mais completas. Ao fazer um aporte e tornar-se cotista, você não apenas compra ativos, mas também contrata a gestão da instituição que administra o fundo de investimento.

O que torna um fundo melhor do que outro, além de suas características básicas, é a gestão realizada. E é justamente essa administração especializada que vai fazer o seu dinheiro render cada vez mais.

Nesse caso, os fundos de renda fixa são ótima opções conservadoras que garantem um rendimento acima do CDI com boa liquidez dependendo do fundo.

#6 Fundo Multimercado

Como dito, o fundo de renda fixa é conservador e pode muito bem substituir a poupança.

No entanto, o fundo multimercado é mais agressivo e não é indicado para quem tem um perfil conservador.

Ele mistura ativos de renda fixa com investimentos em renda variável na Bolsa de Valores nacional ou internacional, trazendo a melhor rentabilidade possível a médio prazo para você.

Também não é indicado aplicar todo o seu dinheiro em um fundo multimercado – como você fazia na poupança – porque ele pode apresentar resultados negativos em alguns meses. Dessa forma, é na soma dos meses que ele vai apresentar um resultado superior à renda fixa.

#7 Debêntures

Assim como acontece com o Tesouro Direto ou CDBs, debêntures também são título de dívida. Dessa vez, os emissores são empresas de capital aberto ou fechado que precisam captar recursos para os seus projetos.

Existem dois tipos de debêntures: a simples (ou não-conversível em ações) e a conversível em ações.

Elas são investimentos um pouco mais complexos do que a poupança, mas o seu rendimento também é muito superior e assim como no Tesouro Direto, os juros podem ser prefixado, pós-fixado e híbrido (misturando pré e pós).

#8 COE (Certificado de operações estruturadas)

Esse é um investimento com ótima rentabilidade se comparada à poupança e baixo risco de resultado negativo. Cada COE tem um objetivo e quando ele não é atingido, o investidor não perde o capital investido.

O COE permite que você invista de forma mais complexa e lucrativa em ativos internacionais, ações, moedas, ETFs, índices e commodities como boi gordo, milho, café e etc.

Mas o melhor de tudo: sem correr os riscos que um investidor de Mercado Futuro ou de Opções corre que é perder uma parcela do seu capital inicial.