Skip to main content

CURSO DE ELETRÔNICA GRATUITO SENAI RJ 2017/2018

Seja bem vindo ao portal Dicas Brasil aqui você fica sabendo sobre notícias de cursos gratuitos 2017 do Senai Rj e outras instituições de ensino patrocinadas pela Firjan e pelo Governo Federal.

No artigo de hoje iremos abordar sobre as inscrições para o curso de eletrônica grátis promovido pelo SENAI RJ, mas precisamente em Duque de Caxias no estado do Rio de janeiro você encontrará vagas disponíveis para o curso completo de eletrônica Senai RJ 2017.

CURSO DE ELETRÔNICA GRATUITO

CURSO DE ELETRÔNICA GRATUITO SENAI RJ 2017/2018

Este segmento envolve diversos setores econômicos, como prestadoras de serviços de telecomunicações, emissoras de rádio e TV, dentre outras. O profissional pode atuar na montagem, instalação e manutenção de equipamentos eletrônicos, utilizando desde circuitos transistorizados até a tecnologia de eletrônica digital.

Há oportunidades de atuação também na prestação de serviços de manutenção e reparo de eletrodomésticos e eletrônicos, componentes eletrônicos de sistemas eletromecânicos e de equipamentos de transmissão de dados e voz.

Além da prestação de serviços, o segmento abrange as atividades de fabricação de componentes eletrônicos, bens de consumo eletrônicos e equipamentos de telecomunicações.

A alta tecnologia utilizada por esse segmento requer do profissional um nível compatível de escolarização formal e o constante aperfeiçoamento profissional. A convergência de plataformas e mídias tecnológicas vem tornando cada vez mais distintas as atividades de eletroeletrônica, telecomunicações e tecnologia da informação, criando uma área cada vez mais extensa de conhecimentos comuns e a consequente mobilidade dos profissionais.

Como é o mercado deste segmento no Rio?

Eletrônica: salário médio pode chegar a R$ 2,65 mil.

A Capital do estado do Rio emprega 4.375 trabalhadores. A região Leste é a segunda maior empregadora, com 928 postos de trabalho, seguida da Baixada II (Duque de Caxias) com 468. Em todo o estado há 6.697 empregados no setor, com salário médio de R$ 1.097,80. O segmento conta com 1.004 estabelecimentos no estado.

A Capital apresenta a melhor remuneração no setor de Eletrônica, com salário médio de R$ 1.174,01. É também a região que registra os melhores salários pagos aos trabalhadores com formação de Ensino Médio completo (em média, R$ 1.050,03) e àqueles com escolaridade mais alta (em média, R$ 2.657,79).

O MERCADO

Principal região empregadora – Capital 4.375
Região com maior participação no setor – Capital 65,33%
Número de estabelecimentos – Estado 1.004
Região com a maior média salarial – Capital R$ 1.174,01

SOBRE O SENAI E OS CURSOS GRATUITOS 2017

O SENAI, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, é uma instituição brasileira privada, que atua formando e qualificando profissionais para atender às necessidades da indústria, em diversos segmentos, há mais de 70 anos. O SENAI oferece cursos de iniciação, aprendizagem, aperfeiçoamento, qualificação, técnico, especialização, graduação tecnológica, pós-graduação e extensão. Todos desenvolvidos por comitês técnicos, compostos por representantes de empresas e sindicatos, além de técnicos e especialistas de cada segmento, para atender às reais necessidades da indústria do Estado do Rio.

Onde encontrar?

Com quatro centros de tecnologia e uma rede de unidades presente em todo o estado do Rio, o SENAI conta ainda com uma frota de unidades móveis para levar serviços, cursos e assistência tecnológica para empresas em todo o estado. Além disso, os cursos podem ser ministrados in company ou a distância, via Web TV. Afinal, onde tem indústria, tem o SENAI formando a comunidade local para aproveitar as oportunidades da região.

Por que fazer o SENAI?

  • Mais de 90% das empresas preferem profissionais formados pelo SENAI.*
  • Professores altamente capacitados, que passam por um rigoroso processo de qualificação.
  • Laboratórios e oficinas de última geração, que reproduzem um ambiente real de trabalho.
  • O SENAI investe em tecnologias educacionais, que facilitam o aprendizado e agregam valor à formação profissional.
  • Cursos criados para atender às demandas das indústrias.

*Fonte: Programa de Avaliação Externa do SENAI (DDE/GPE).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.